Botafogo-PB vence o Treze e vai enfrentar o Campinense na final do Paraibano


Em 01/04/2018

 



 

Com a vitória, o Botafogo-PB  terá vantagem na final. Por ter somado mais pontos no conjunto da primeira fase e das semifinais (28 contra 26), o Belo vai jogar a segunda partida em João Pessoa, no domingo. O primeiro jogo da decisão será nesta quarta-feira, em Campina Grande.

 

Precisando vencer, o Galo tentou pressionar desde o início. Tinha mais posse de bola, ficava no campo de ataque, mas não conseguia assustar o goleiro Saulo. O Belo, com a vantagem de poder empatar para ser finalista, se segurava no campo de defesa e, bem postado, não dava espaços para o rival.

 

A primeira chance de gol aconteceu aos 28 minutos, e foi com os visitantes. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Marcos Aurélio na direita. O camisa 10 botafoguense cortou para o meio e bateu de pé esquerdo no canto direito de Saulo, que espalmou e mandou para escanteio.

 

E em um lance de bola parada, o Belo abriu o placar. Aos 31, Mazinho cobrou falta pela direita e Lula subiu livre para desviar a bola e mandar no canto lado de Saulo, que nem se mexeu, e viu a bola morrer no fundo da sua rede.

 

O Galo tentou reagir aos 36 minutos, quando Beleu pegou a bola na meia direita, puxou para o meio e bateu de pé esquerdo, mas a redonda foi a direita da meta do time pessoense.

 

A melhor oportunidade do Treze foi aos 46 minutos. Após jogada confusa na área, a bola sobrou para Dedé, que mandou de pé esquerdo no canto direito de Saulo, que fez uma boa defesa para salvar o Belo. Na sequência, a pelota foi cruzada na área, Reinaldo Alagoano cabeceou e o goleiro botafoguense espalmou, a bola bateu duas vezes no travessão e o arqueiro segurou.

 

Segundo tempo

 

Aos 16 minutos quase sai o empate. Marcelinho Paraíba pegou a bola na esquerda, limpou Felipe Cordeiro e cruzou na cabeça de Edinho Canutama. A pelota passou por Saulo, mas Gladstone cortou em cima da linha.

 

Dois minutos depois o camisa 10 do Treze pegou de primeira da entrada da área e mandou a bomba no canto direito do arqueiro botafoguense, que se esticou todo para espalmar a bola e fazer uma grande defesa.

 

O jogo ficou morno porque o alvinegro de Campina Grande não conseguia pressionar o Botafogo-PB. O treinador Flávio Araújo colocou três atacantes, mas ainda assim o rival fazia uma partida sólida defensivamente, e não deixava o Galo criar.

 

E em um contra-ataque, quase que o Belo marca o segundo. Aos 40 minutos, Nando recebeu na área, tocou de letra para Marcos Aurélio, que bateu de pé esquerdo, mas Saulo fez boa defesa e evitou o gol.

 

A torcida trezeana estava insatisfeita e entoava gritos de “time sem vergonha” nos minutos finais.

 

O Treze, eliminado, não somou nenhum ponto nas semifinais. Como o  Serrano ficou com 3, já que venceu o primeiro jogo contra o Campinense, o Galo fica na quarta colocação. Na terceira, o Lobo da Serra abocanha a vaga na Série D de 2019, ano em que o alvinegro terá apenas o Campeonato Paraibano no seu calendário.

 

Ficha técnica

Treze 0 x 1 Botafogo-PB (agregado 1 x 3)
Campeonato Paraibano 2018 (semifinal – 2º jogo)
Estádio: Amigão (Campina Grande)

 

Arbitragem: Wagner dos Nascimento (FIFA – RJ); Luís Regazone (RJ) e Thiago Farinha (RJ)

 

Gols: Lula (B)


Cartões amarelos: Ítalo, Danilo, Elielton, Dedé (T); Rafael Jataí, Gladstone, Carlos Renato, Rogério, Felipe Cordeiro (B)


Cartão vermelho: Dedé

Treze: Saulo, Talisson, Leonardo Luiz, Ítalo, Danilo (Ceará); Elielton, Dedé, Beleu, Marcelinho Paraíba; Tibério (Leilson) e Reinaldo Alagoano (Edinho Canutama). Técnico: Flávio Araújo.

 

Botafogo-PB: Saulo, Felipe Cordeiro, Gladstone, Lula, Mazinho; Rafael Jataí (Humberto), Rogério, Carlos Renato (Allan Dias), Marcos Aurélio; Dico e Nando. Técnico: Leston Júnior.

 

FONTE: PARAÍBA ONLINE 

FOTO: DIVULGAÇÃO/BOTAFOGO-PB


Portal Primeiro Minuto
©2016 - Todos os direitos reservados