Alexandre do Sindicato defende mesa diretora da CMCG e diz que “grupos seletos criam factoides”


Em 08/11/2017

 



Depois do vereador governista Márcio Melo, foi a vez do vice-líder da bancada do governo na Câmara de Campina Grande, Alexandre do Sindicato, PHS, sair em defesa da presidente da Casa, vereadora Ivonete Ludgério (PSDB).


Em entrevista à Rádio Campina FM,  Alexandre acusou grupos de criarem factoides contra membros da mesa diretora da CMCG.


– A Câmara não pode se engessar e não discutir as pautas por causa de grupos seletos que se acham intocáveis. Quem não quer ser criticado ou puxado para um debate amplo e, claro, no âmbito da Câmara, criam factoides, querem ir pelo caminho rasteiro, com denúncias pra tentar manchar a imagem de uma Casa que só tem trabalho mostrado a essa cidade – frisou.

Ele criticou os movimentos sociais alegando que eles "promovem baderna", e são "truculentos".


– O país mudou e esses movimentos precisam se reinventar. A Câmara não precisa, lá é a casa do povo. Tem a Tribuna Livre. Em qualquer outra Câmara do país, se fosse feito o que já fizeram em Campina, seria chamado a Polícia, o Batalhão de Choque. Eu mesmo fui ameaçado por uma figurinha carimbada. Eles optam pela baderna. O movimento sindical tem sido truculento, infelizmente – lamentou.

 

FONTE: PB AGORA

 


Portal Primeiro Minuto
©2016 - Todos os direitos reservados